GERAL
Prefeitura do Rio libera a reabertura de museus, galerias de arte, bibliotecas e parques de diversões
   
Liberações fazem parte da sexta fase do processo de retomada de atividades econômicas no Rio

Por O Sul
31/08/2020 16h26

Rio de Janeiro/RJ - A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou, nesta segunda-feira (31), que a sexta fase do processo de retomada de atividades econômicas durante a pandemia de coronavírus acontecerá em etapas.

Na fase 6A, que começa nesta terça-feira (1°), podem reabrir museus, galerias de arte, parques de diversões, bibliotecas e centros culturais.

Cinema, teatro, lonas e arenas continuam proibidos, assim como o banho de sol nas praias. Mas, apesar da proibição, muitos cariocas desrespeitaram a determinação da prefeitura no domingo (30) e ocuparam as areias das praias da Zona Sul da cidade. A fase 5 liberou os ambulantes e o banho de mar, mas não a permanência na areia.

“Entendemos que é possível dar continuidade na fase 6A. Vamos apresentar uma subdivisão da fase 6, como fizemos na fase 3, que têm um número maior de atividades, que podem impactar na curva de contaminação”, afirmou Flávio Graça, superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação da Vigilância Sanitária, durante coletiva de imprensa no Riocentro.

De acordo com Graça, haverá também a fase 6B e, depois disso, um período conservador, que, segundo ele, deverá se estender até o ano de 2021, quando poderá haver uma vacina.

“A expectativa é que a fase 6B ocorra a partir do dia 1º de outubro e o período conservador comece no dia 1º de novembro, se estendendo até o ano que vem”, explicou.

A partir de agora, as novas fases de flexibilização terão duração de 30 dias e não mais 15, como vinha acontecendo.

Nesta fase, de acordo com Graça, cursos profissionalizantes e de capacitação poderão ser realizados de forma presencial respeitando os critérios de segurança e afastamento.

Com informações de O Sul

   

  

Comentar comment0 comentário
menu
menu